segunda-feira, 11 de abril de 2016

Conto: Amor Grenal


     Saiu apressado de casa, mas fez questão de pegar os óculos em cima da mesa. “Tchau mãe”, disse ele, sem escutar a resposta da mãe.
     Batom brilhante nos lábios, uma rápida olhada no espelho e um pouco de perfume. O pai a deixa no ponto de ônibus. Ela sai apressadamente enquanto houve um: “Boa aula, filha”.
     - Esqueci o guarda-chuva – pensa ele enquanto caminha pela neblina.
     - Tomara que tenha um banco para sentar - pensa ela enquanto se dirige à condução.
     Chove bastante, faz frio e ele corre para alcançar o lotação. Ele sobe, passa pela roleta, senta à esquerda. Ela segura, puxa para o peito. Olha pela janela. Ele suspira, olha para os lados. Olha para ela, que o vê pelo reflexo do vidro.

*

     Viram-se pela primeira vez no ônibus. Ambos estavam voltando naquela manhã fria de segunda-feira de volta às aulas da faculdade.  Ele, rapaz novo, louro, torcedor do Grêmio, inexperiente no amor, trazia muito rock no MP3 e livros de História debaixo do braço. Ela, moça graciosa, cabelos compridos e lisos, morena de olhos puxados com seu perfume adocicado, brincos brilhantes e sombrinha na mão, já tinha tido um relacionamento sério no Ensino Médio e agora era caloura em Direito.
     Os olhares se encontraram mais uma vez. Um leve sorriso de ambos precedido de um “oi” tímido dela.
     - Que chuvinha! O que tá ouvindo? - perguntou ele.
     - Tchê Garotos! Gosta?
     - É... claro! Tri-legal! – Nossa, se ela soubesse que eu tô ouvindo Engenheiros do Hawaii, pensou.
     E continuaram a conversar enquanto ouviam Tchê Garotos e Engenheiros em seus, MP3 o dele, e MP7, o dela. História, Direito. Destro, canhota. Zona Sul, Centro.
     Em frente ao campus se despediram. Ela, de longe avistou as amigas. Ele não sabia o que dizer, mas emendou:
     - Vai ver o Grenal? – E ela fez que “sim” com a cabeça enquanto corria em direção às colegas. E ele a cuidava de longe. Lindinha. 19 aninhos, talvez 18. Virgem? Talvez. Mas duas coisas ele tinha certeza: estava apaixonado e não sabia o nome dela.
     - Capaz guri, que tu esqueceu de perguntar o nome dela! Assim me cai os butiá do bolso! – Disse o amigo Ricardo insistindo. – Só tu mesmo piá! Primeiro dia de aula e me perde uma oportunidade dessas... Toma um mate pra esquentar – ofereceu.

*

     Dois dias se passaram lentamente. O gremista não encontrara mais o amor de sua vida. Mas era quarta-feira – e esperava encontrá-la logo pela manhã. Acordaria bem mais cedo e se fosse necessário esperaria a manhã toda no ponto de ônibus. Perderia aula. Ficaria sem comer. Passaria por todo o quarteirão. Iria de casa em casa perguntando sobre uma morena de olhos puxados que gostava de “tchê music” e fazia faculdade de Direito.
     A barriga roncava. A chuva caía com vontade. Ventava gelado. Ele quase sozinho no ponto de ônibus se não fosse um cachorro perdido enrolado sob o banco de cimento. Sua mente viajava naquele momento vazio. Ainda ouvia a voz da moça. Seus olhos fixados em um ponto no horizonte. E despertou.

*

     Foi sozinho para o jogo. Comprou o ingresso pela internet dias antes. Era a final do Campeonato Gaúcho de Futebol de 2010. Tentaria se divertir, esquecer o amor de sua vida. Só que algo aconteceu.
     Na entrada para o estádio viu a rapariga. Gritou, chamou, gesticulou, ela o viu. E se encontraram. Abraços, beijos no rosto. E para sua surpresa, ela o convidou para ver o jogo... mas na torcida do Internacional! Ele suou frio. Não sabia o que dizer. Ficou sem direção. Sorte que não tinha ido com a camisa do Grêmio. Engoliu a seco. Disse sim e estendeu a mão. Ela o puxou para dentro do estádio.       
     Era noite, tempo fechado. Muitas pessoas, torcedores fanáticos. Cornetas e apitos. Confusão, tumulto, briga. Copos e garrafas para o alto. A Brigada Militar a cavalo. Cassetetes e gritos para todos os lados. Ficou com medo de perder seu amor. Batidas cardíacas aceleradas, frio no coração, suor gelado. Enfim, chegaram dentro do estádio.

*

     O jogo começou com um pouco de atraso. Ele procurava as palavras certas a serem ditas. Esperava a hora certa. Esperava, escolhia, esperava, pensava, suava. Pressão do Inter. Defesa do goleiro. Bola na trave! Expulsão do capitão do Grêmio... Veio o segundo tempo. A mente longe. Não sabia ainda o que falar. “Ela é linda”, pensou. Estava toda feliz. Perfumada, graciosa. E como seria o primeiro beijo? Será que ela beijava bem? E as mãos, se encaixariam? E o sexo? Será que queria ter filhos?
     A partida foi para os acréscimos, e então, gol do Inter. Do atacante, de cabeça. Fernandão após escanteio. Ela pulava e todos cantavam o hino do Inter e entoavam o grito de campeão. “- É! Campeão! É! Campeão!”. Sem graça ele balançava os braços. Pensou em roubar um beijo dela. Mas não deu. Ela se virou e abraçou outros torcedores.

*

     Fora do estádio o movimento era lento. Muito congestionamento. Deveriam seguir em direção ao metrô mais próximo. Bem, pelo menos esse era seu plano. Não havia falado nada o jogo inteiro. Era muito barulho. Todo mundo gritando e cantando. Levou um esbarrão e um susto. Uma guria alta, loura, com um piercing na sobrancelha.Parecia uma modelo tipo interacional. Cabelo estilo channel e com a camisa branca do Inter.
     - Carlaaa!
     - Jéssicaaa!
     - Não te encontreeeei menina!
     - É campeão!!!! É campeãoooo!!!
     - Deixa eu te apresentar meu amigo...
     - Sou o Pedro, prazer!
     - Pedro, essa é Jéssica, minha namorada.

     O mundo parou. Abaixou a cabeça. E virou as costas. Tudo ficou mudo, parado à sua volta. Tirou a camisa. Ventava e garoava. Não olhou para trás. Tirou os tênis. E saiu correndo pela chuva. Chorava, ria. Dava gargalhadas... Não acreditaria mais em amores. Até que cansou... Parou. Olhou para o alto. Sorriu... Lembrou-se que a derrota não é pra sempre, e que um dia, "o Grêmio vai sair campeão. Vai sair campeão! Vai sair, campeão".

  

- Nota do autor: O termo Grenal erroneamente também é grafado da forma Gre-Nal. Porém, segundo alguns escritores, a grafia correta é a forma utilizada no título do conto.

- Autor: Giovanni Nogueira - 2009 - 4º lugar - Menção Honrosa Academia Santo Angelense de Letras - RS

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

13 baixistas valencianos de destaque!

13 Maia João(foto) - toca no "Machado Maia", tá chegando junto com a nova geração! Só continuar crescendo, pro baixo não ficar maior que ele, e não pirar! É um gnomo tocando baixo, acha cada nota diferente quando está inspirado! rapaz...

12 Murat - quem não se lembra do Murazão do Marca Registrada, um dos pioneiros em Valença. Ta aí a homenagem ao nosso Bira de Valença. Sério e paradão fazendo a cozinha com o Marquinho na batera!

11 Pixuim - o baixista mais zen da história do rock valenciano... parecia estar meditando, tocar punk e new age pra ele era a mesma coisa! ...será que lembrava de levar o baixo pra ensaiar?

10 Joao Carlos (foto)- baixista do Vermillion, tem estilo e toca redondinho.



9 Daniel - Ex- Aríete - parecia um capoerista tocando ao vivo, de tanto que pulava, rodava e mexia. Bons tempos.(foto)


8 Rhuan - Baixista e vocalista da M45. Quem disse que é fácil cantar e tocar? E ele faz isso - e muito bem.Só falta um sangue correndo nas veias, um Blak Sabbath, aí o negócio fica do mal! Brincadeira molecada! srsrssr... (foto).


7 Paulo Marco - o eterno baixista dos "Os Bossais" e do "Wilson Fort" é peso em dose dupla.(foto). Me vdendeu um pedal compressor azul da Oliver, por isso está sétimo - sacanagem! Está aí porque toca de tudo, do forró ao maxixe, passando pelo tango e pelo jongo. Dá as pitadas no som psicodélico que sai da cabeça do Uilson - que admite que agora só compõe MPB!


6 Maria Clara Mergener -  tem coisa mais linda que uma mulher tocando guitarra? Tem! Tocando baixo. Maria já está até cantando e tocando violão solo. Só falta ousar no visual, um vestido e salto cairão muito bem. Tipo as baixistas do Smashing Pumkins...(foto)


5 Chicão "técnica no Metanol e no metal valenciano". Foi pra Haiti. Voltou e tá fazendo jiu-jitsu.

4 Coquinho "o capeta rodando a cabeça e tocando baixo". Já viu? Já ouviu?... Arrume um terço e se benze antes. Virou professor, funcionário da prefeitura de Volta Redonda e arrumou uma namorada. Parece que abandonou a carreira, mas continua indo aos shows - escondido. Brincadeira Coquinho! rrsrssr

3 Fred Ielpo - o peregrino da música valenciana. Dispensa comentários... Quer ver ele tocando baixo? Escute-o tocando tuba. Cria, recria, faz de tudo um pouco. É ex-The Black Bullets, e um monte de banda por aí...(foto)



2 "Meu amigo e meu ídolo" - o cara com maior número de admiradores em Valença, e não é por menos, é o Kurt tocando baixo! Tem estilo e foi o que apresentou e incentivou o rock para muitos valencianos. Só falta gravar CD com músicas próprias, mas diz uma "lenda urbana" - essa lenda já circula há mais de dez anos, que algo vem por aí! Só não está em primeiro porque ainda não gravou.

1 Marcelo Durval - típico "3º cara da banda". É simplesmente o maior criador de linhas de contrabaixo da música valenciana. São mais de 30 músicas em seus três discos de músicas próprias lançadas: Província "Quatro Faces" "Depois do Fim" e Hipnotize, homônimo. Escuta e depois você me fala - além de criar e ter ótima presença de palco, Marcelo Águia também é um dos principais compositores da cena musical valenciana, e também canta hein?! (foto).




..........................................

Se você não teve seu nome aí, não fique triste pois esta lista não significa nada! :) Mário Henrique, Mário ex-Celeiro, Fiúza e Iunes (que é de Barra do Piraí) são outros nomes que lembramos aqui... mas tem muita gente boa por aí! Lembre-nos!

sábado, 21 de setembro de 2013

Aprenda a fazer um blog aqui!

http://www.youtube.com/watch?v=9IttRdDZkA4....... ! dúvidas? mande para ... arte@local.jor.br

GHOST BC o show que ninguém entendeu ?

É... difícil falar sobre algo que nunca ouvi, até que gostei das músicas mais cadenciadas, mas o rapaz de um blog, o http://screambloggore.wordpress.com, escreveu o seguinte texto em seu blog. Apesar de discordas de algumas partes, merece ser lido:


"Cinco motivos para aplaudir o show do Ghost no Rock in Rio
Os incautos poserzinhos que foram à primeira noite do metal no Rock in Rio ontem, 19/09, cometeram o sacrilégio de vaiar uma das melhores bandas dos últimos tempos. O pessoal que estava na frente do Palco Mundo gritava por “Metallica” e mostrava indiferença quanto à apresentação dos suecos do Ghost. Os fãs da trupe liderada por James Hetfield não compreendem que cometeram um pecado grave ao desrespeitar o show.
Os escandinavos, que foram responsáveis por uma das performances mais técnicas e teatrais do festival até agora, são muito mais do que o “Slipknot leve”, como disseram alguns ‘entendedores’ da grande mídia. Por trás da maquiagem e dos capuzes pretos característicos do grupo, que não revela a identidade de seus membros, está uma banda competente e criativa.
O SBG preparou uma lista com cinco motivos para qualquer um virar fã dos caras e torcer para que voltem logo ao Brasil, mesmo com a pataquada promovida pelos metaleiros tupiniquins. Fica também a esperança de que Papa Emeritus II e os Nameless Ghouls sejam mais bem recebidos nas outras datas da mini-turnê que fazem com Iron Maiden e Slayer, em São Paulo (20/09) e Curitiba (24/09).

1. Mais que um show, uma experiência
O Ghost segue a escola de Alice Cooper, King Diamond e de vários nomes clássicos do rock e do metal. O fato de usarem máscaras, não revelarem a própria identidade e abordarem oculistmo explícito nas letras não é mera publicidade. Trata-se de uma tentativa de criar personagens e histórias, mais do que simplesmente fazer música. Quando os membros da banda sobem no palco e encenam uma missa satânica, elaboram algo maior do que um show musical. Realizam, na verdade, uma performance teatral que é reforçada pelo anonimato e pela aura de mistério. Quem tocou no Rock in Rio na quarta não foram músicos suecos, mas criaturas infernais de verdade: essa é a ideia que o grupo tenta passar. Os caras realmente entram em seus personagens, como em um filme de terror, e nem a emoção de tocar para cerca de cem mil pessoas fez com que a banda abandonasse seus papéis.

2. Técnica perfeita
Além de excelentes atores, o Ghost tem ótimos músicos. As melodias apresentadas, apesar de cadenciadas, são bastante complexas. Elaborar as diferentes texturas, as mudanças de ritmo e adaptar-se ao timbre peculiar do vocalista não são tarefas para qualquer compositor. Tocar tudo isso ao vivo, então, exige ainda mais maestria. Quem conhece a banda percebeu que a execução das canções não teve nenhum erro. Sem contar que a mistura soa menos polida e mais enérgica fora do estúdio.

3. Não são dinossauros
Chega das bandas de sempre! Os promotores brasileiros não costumam trocar o certo pelo duvidoso e preferem trazer nomes já consagrados a apostar em grupos em início de carreira. O Ghost foi a única banda escalada para o dia do metal que está em evidência há pouco tempo – começaram a fazer sucesso entre os fãs do gênero em 2010, com o lançamento do primeiro álbum. A vinda deles pode ser um precedente para que mais grupos novos agendem shows por aqui.

4.Inspiram-se nas origens, mas são autênticos
Mesmo injetando altas doses de rock clássico nas veias e bebendo da fonte de Black Sabbath e Mercyful Fate, os suecos têm identidade. Ao contrário de outras bandas do chamado revival setentista, as criaturas infernais da escandinávia fazem muito mais do que requentar música de décadas passadas. Eles tem aquele algo mais, evidenciado em alguns acordes e na própria postura de palco, que torna o som imediatamente identificável. É o Ghost, e não qualquer outro.

5.Idolatram satã
Músicas que falam do soldadinho que deixou os amigos e foi pra guerra já encheram o saco. O Ghost não quer falar de política, não quer salvar o meio-ambiente, nem listar as mazelas da humanidade.Só quer cultuar o pazuzu! Ganha pontos por isso: existe coisa mais chata que banda pretensamente intelectual? Precisamos urgentemente de grupos mais preocupados em louvar a Lúcifer do que em fazer análise social."

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

"Algum canto em seu sorriso" - Blog

Escritos de um filósofo valenciano


Já viu esse blog? Então vale a pena ler com atenção os escritos de um dos caras mais bacanas de se trocar ideias, meu amigo Alexandre Fonseca. É pura poesia, puro pensamento construtivo, ou "desconstrutivo"! O endereço é: http://algumcantoemseusorriso.blogspot.com.br/.

(...) Mas o sono foi interrompido pelo inconfundível som de guitarras que vinha sabe-se lá de onde. “O que é isto?”. “Aqui em Valença?”. “Não é possível!”. Pensei tratar-se de ilusão auditiva. Ou sonho.(...)


"(...) O rádio mal sintonizado
De longe capta os gritos
De corpos não mumificados
No grande rio do Egito
O faraó que tudo vê
Carece de boa audição
Lá no canto da memória dorme
O futuro temporão (...)"
- de "NOTAS ESPARSAS DE RODAPÉ"


(...) Não percebes que a deusa é mulher mutante
Se és dono do tempo ontem, hoje e amanhã
Verás em seu ventre a criança-elefante
Emersa do rio que flui da tua fronte artesã (...) 




quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Novidades de Jimi Hendrix

Raridades inéditas serão lançadas em 2013
     Um novo álbum de “inéditas” de Jimi Hendrix, chamado “People, Hell and Angels”, vai sair em março de 2013. De acordo com o release da Experience Hendrix o trabalho, que curiosamente tem o mesmo título de uma compilação extra-oficial (bootleg) de outtakes de estúdio lançado há alguns anos, traz doze faixas registradas entre 1968 e 1969, que supostamente estavam sendo trabalhadas para o sucessor do “Electric Ladyland”, o “First Rays of the New Rising Sun”, que ele planejava que também fosse um álbum duplo. Ainda no release, consta que nas gravações de “People, Hell and Angels”, que já está em pre-ordem na Amazon tanto em CD quanto em LP, Hendrix experimenta guitarras, percussão e também uma segunda guitarra.

     E em 27 de novembro (data em que Jimi faria aniversário se estivesse vivo), saiu via Dagger Records (divisão da Experience Hendrix que lança “bootlegs oficiais”) o LP duplo “Live in Cologne”, trazendo uma gravação amadora feita em janeiro de 1969 e que já esteve disponível para audição no site oficial. Quem adquirir o LP terá uma senha para fazer download do MP3 do show.
     Originalmente estava agendado também para março de 2013 o lançamento de um DVD trazendo um vídeo inédito de Hendrix registrado no Miami Pop Festival de 1968, mas a Experience Hendrix não comentou mais nada sobre o assunto.

sábado, 17 de novembro de 2012

O disco mais caro da história!


"Chinese Democracy", do Guns N' Roses, é o álbum de estúdio conhecido como "o disco eternamente adiado", pois começou a ser gravado em 1997 e esperava-se seu lançamento para 2002, porém, foi só lançado em novembro de 2008. O álbum custou mais de 13 milhões de dólares, tornando-se o mais caro da história!!!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Portal Rock Press



Vale a pena conhecer!
Portal Rock Press é um portal brasileiro especializado em rock. É considerado um dos mais importantes da América Latina e já foi chamado de "o maior portal de rock da América Latina".O Rock Press começou como uma publicação independente em 1996 no formato tablóide preto e branco voltado para o indie rock e a cena independente brasileira e, ainda na década de 1990, se tornou uma revista com a capa colorida e interior em preto e branco. Esse formato durou até 2003, quando veio a última reforma gráfica e a partir de 2004 metade das 48 páginas da revista passaram a ser impressas em cores. O periódico era então vendido nas capitais da Região Sudeste do Brasil e para algumas cidades do interior doRio de Janeiro e São Paulo. A partir de 2005, o Rock Press deixou de ter formato impresso e passou a disponibilizar matérias apenas online, passando a se chamar Portal Rock Press, sendo considerado um dos mais importantes portais especializados da América Latina.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

E o roque de Valença ?

Notícias das bandas mais badaladas da cena mais bacana do sul fluminense!
>>>HIPNOTIZE
Toca na véspera do Dia das Crianças na FILIAL presenteando nós todos com grandes sons dos anos 80, 70 e 90... nacionais e importados. O destaque vai para as músicas autorais da banda que tocam na rádio Alternativo Sul FM 102,5 "HOT! HOT! HOT! Line!"... No cast RPM, Tears For Fears, Dire Straits, INXS, Barão Vermelho, Oasis, Cássia Eller, Coldplay, Live, Foo Fighters, Peter Frampton, Van Halen, Seal, REM, The Beatles, Creedence e mais o quê mesmo? ah, um monte de coisa boa! presença da mulherada bonita com certeza! Amanhã às 23h.
>>>O CELEIRO DAS ROCHAS
A Cor do Som é o projeto a ser realizado já no próximo mês, e para o ano que vem, novo disco na área! Fred Ielpo assumiu o baixo já a algum tempo dando ainda mais leveza à apresentção LIVE da banda. Maia Mad Max faz a guitarra nº 2 e é isso!!!! Cine Glória no início de novembro. Mas tem que comprar o ingresso antes!!!
          
>>SOTTON
Tem um guitarrista agarrado no Rio, mas calma galera, não é em Bangu 1 ou Bangu 2! O guri tá trampando direto, e a banda está com dificuldades para ensaiar e tocar. Mas estão muito felizes com as performances dos últimos shows, tendo inclusive tocado uma música autoral no rock que teve na roça, a pouco tempo. A previsão é de um Tributo Ao Pearl Jam, que segundo a baxista Maria, é uma das bandas que mais influenciam a Sotton.

>>> THE BLACK BULLETS 
Concorre como melhor banda em um site aí... o www.olhovivo.ca, e no momento concentrados no Tributo aos Beatles & Paul junto a Felipe Torres no Bat e Papo. Apesar de minha pressão para novas músicas próprias e a sugestão para o lançamento de um disco ao vivo - de repente com dois novos singles, junto a Felipe Martins, o guitarrista nº... rssrsr, brincadeira! não confirmou nem "desconfirmou" as ideias. Vai ter ou não o festival da ABF este ano? ao que parece não né? A banda fez excelente show abrindo a Sandra Sá no Jardim de Cima, e segundo informações confidenciais dos empresários da banda (brincadeira 2) o show foi gravado... TBB Live ?

>>SD -14 -  Agenda cheia dos guris que levam o maior número de mulheres bonitas para os shows. Tocam no Bolão na rua dos mineiros em Valença dia 27 (acho) e ainda um acústico maneirasso no ... Plano B em B do Piraí..dia... Info no facebook da galera.
>>EQUILÍBRIO NATURAL
É reggae. A banda abriu show da banda 11:20 no Coroados e está na cena visando marcar shows. A bandeira é levar mensagem de paz e a ideais do reggae para todos!
>>GADERNAL
Lançou o videoclipe "Sinceramente eu quero que você morra" (com a atriz Tavie Gonzalez) com direito a mais de 600 exibições no Youtube, e agora "Mas eu não quero mais". Repetindo a fórmula do primeiro, foi convidada uma atriz, desta vez Ágatha Eiri, o fotógrafo Igor Alecsander, Zé Ricardo no apoio, e Heitor na filmagem. Em um dia foram mais de 100 exibições. O clipe despertou a atenção pela incopetência (rsrssrsr) da banda em fazer uma música com pouco mais de um minuto, a boa qualidade e lógico, a primeira guitarra arremessada do alto do Mirante do Cruzeiro. "Foi simbólico, porque é uma  dura na cidade, na outrora princesinha da serra que faz com que muitos jovens saiam da cidade em busca de emprego e de melhores oportunidades. Foi o arremesso de uma guitarra  de um dos músicos mais fodas de Valença. Ele me passou muita coisa do grunge e me inspirou a fazer barulho!" A ideia agora é trabalhar nos próximos lançamentos "Extorsão", "Feito de Vinil" e "Supercílios". A banda pretende ser a primeira na história do roque valenciano a lançar um DVD com direito a bastidores, making ofs, fotos, jogos, toques para celular e vírus, além das músicas/ videoclipes, que devem passar de 30. "Estamos na estrada desde 98. A ideia é encher o saco mesmo e mostrar pra essa galera aí que dá pra fazer com pouco. É só querer. 'Faça você mesmo'!".
>>EDIFICADOR 
Trabalho solo do Fábio Ribeiro, o Babi (Gadernal) muito elogiado pela RoadCrew. Será lançado dois álbuns com capa e tudo mais! Em breve. Pesado, trabalhado e gritado. Os discos tiveram produção de Doulgas Lacerda e estão sendo elogiados mundo afora. Um blog do méxico publicou recentemente resenha positiva sobre o trabalho. Babí está envolvido também com um disco instrumental.
>>>Black Cult: tocaram recentemente no Bar da Leia no PP e em novembro estarão lá de novo. A banda mudou o direcionamento, antes black metal, agora heavy mais tradicional. Estão com vocalista novo e muitas músicas autorais, com direito a uma com início bem The Doors, que depois cresce e vira um Black Sabbath com pitadas de Metallica fase Master of Puppets. Eu aprovei.
Achei essa foto maneira e postei! É nosso querido amigo Markim Batera!!! Mestre dos magos tocando em vários projetos e lugares.
 
>>WRATHORNED
Acabou após lançar o excelente... esqueci o nome... mas quem quiser temos dois discos desta banda que marcou uma geração!

>>VERMILLION THEORY/ Project etc.
Acabou.

>>CONTRABEND
Acho que acabou mas tava pra voltar, ou o... sei lá...

>Delta Mood : vão tocar no Arara este fim de mês. Voltaram com o repertório tradicional. Acrescentaram umas pitadas de pimenta do reino do blues e estão em estúdio gravando. Em breve CD, disco de canções autorais por aí!!!!

>>Blue Ace Trio: assim como a galera do TBB tem o Unpluggados, a galera do Delta Mood tem esse grupo mais acústico, que toca uma miscelânea de grandes sons da história do rock and roll clássico. Até o Gadernal tá querendo montar o Lexotrio pra agitar os restaurantes da cidade e região.

>>>tem mais? bem, qqer reclamação, apurrinhação, encheção de saco, processos, doces e balas, ou dúvida enviar para, sei lá.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

<<<<....Shows da Festa da Glória.... 2012


09/08 - Hipnotize - 21:30h
- Sotton - 23h

10/08 - Felipe Trindade - 21:30h
- Silvana - 23h

11/08 - SABADO - Beatles Forever - 21:30h
- SD14 - 23h

12/08 - Paulinho Lima / Marcus Prado - 21:30h
Biscoito Fino - 23h
Breno Boaretto - 00:30h

13/08 - Razão de Ser - 21:30h
- Dignidade A+ - 23h

14/08 - Evandro Costa e Rafael (Projeto som, movimento e cidadania) - 21:30h
Negro Leo Lo, Arnaldo Junior e Cia. - 23h
Baiano - 00:30h

15/08 - QUARTA - Yuri Sander, Caju e Castanha - 21:30h
Sonho Meu - 23h

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Dia Mundial do Doador de Sangue


Hoje, comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue (14), mas no dia que devia se comemorar, nos  é mostrado uma certa preocupação, manter os estoques dos hemonúcleos da Região, anda sendo cada vez mais difícil. Mas para quem deseja ajudar, basta procurar um hemonúcleo, é preciso ter entre 18 e 60 anos, estar saudável e não ter tido hepatite antes dos 11 anos. No dia da doação, 12 horas antes não é permitida a ingestão de bebida alcoólica. É importante ainda estar bem alimentado. Os adolescentes de 16 e 17 anos podem doar na companhia dos pais. Já, aos maiores de 60 anos, deve ter doado, ao menos, uma vez antes de completar 60 anos.

Principais Hemo Núcleos da Região:



Barra Mansa : anexo à Santa Casa, na Rua Pinto Ribeiro, nº 205, no Centro
Telefone  (24) 3322 8430


Vassouras : Hospital Escola, na Rua Vicente Celestino, nº 201, no bairro Madruga
Telefone:  (24) 2471 8141


Angra dos Reis :  Rua Manoel do Rosário, nº 67, no Centro, anexo à Santa Casa
Telefone: (24) 3369 6133


Paracambi : Avenida Jonas Leal, nº 17, anexo ao Hospital Municipal de Lages
Telefone: (21) 3693 3402


Valença : Hospital Escola, na Rua Dom José Costa Campos, nº20, no Centro
Telefone: (24) 2453-1333  ramal 234


Resende : avenida Marcílio Dias, nº 800, no bairro Jardim Jalisco – anexo ao Hospital de emergência.  Telefone (24) 3355 3443


BANCOS DE SANGUE:
Volta Redonda : Hospital Vita, na Rua Lions Clube, nº 162, na Vila Santa Cecília
Telefone: (24) 3344 3295


Paraíba do Sul :  Avenida Provedor Randolpho Penna Júnior, nº 320, no Centro.
Telefone: (24) 2263 1161


Por : Flávia Esteves

Paralisação dos Professores das redes Estaduais


Foi declarada essa quinta-feira (14) uma paralisação por conta dos funcionários e professores da Rede Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro.
Está no supremo, uma ordem vinda do Governador, Sérgio Cabral, com o intuito de acabar com o triênio dos professores , que é um reajuste que os mesmos recebem a cada 3 anos, de 3 a 5 % do salário .
Profissionais da educação hoje , se reunem para discutir-se sobre uma greve geral nas escolas estaduais.
Por : Flávia Esteves

sábado, 26 de maio de 2012

Rock in Rio-Lisboa

O Rock in Rio está de volta! Dessa vez marcando presença em Lisboa! por Flávia Esteves >>>> O Metallica arrebentou mais uma vez!
O Rock in Rio está de volta! Dessa vez marcando presença em Lisboa, Portugal. Ontem, a expectativa foi grande pois a maioria presente no festival aguardava ansiosamente pelo Metallica, que não decepcionou ! Fizeram um show de duas horas de duração levando o público a loucura. Entraram também no palco principal a banda Sepultura (que foi o aperitivo brasileiro desta sexta-feira na Cidade do Rock) acompanhada da percussão francesa de Les Tambours du Bronx, a banda americana de heavy metal Mastodon e Evanescence, com a voz ilustre e poderosa de Amy Lee e seu traje preto, coincidindo com o ar de suas letras “obscuralistas”, que por visto, também não decepcionaram seus fãs presentes. >>>Amy fez grande show!
No palco alternativo, também marcaram presença destacada Kreator + Andreas Kisser , Mão Morta + Pedro Laginha, Ramp + Teratron. A parte eletrônica da Cidade do Rock, ficou por conta de Chase and Status Dj Set & Rage, Dr Lektroluv, entre outros. Não poderíamos deixar de falar da ilustre “Rock Street”, que não decepcionou em nada! Com todo seu charme esculpido nos mínimos detalhes, foi bem falada pelo público presente ontem no evento. E uma novidade esse ano: a Street Dance, traduzindo a “Rua da Dança”. >>> A "Rua da dança" inovou
Como o próprio nome diz, os organizadores do evento disseram que se basearam nas ruas de Nova York, trazendo todo o espírito alegre da dança urbana à Cidade do Rock. O Rock in Rio Lisboa só está começando e pelo palco principal ainda passarão esta noite as bandas Smashing Pumpkins, Linkin Park, The Offspring e Limp Bizkit. E, durante todo o festival, ainda teremos as presenças de Lenny Kravitz, Maroon 5, Ivete Sangalo, Stevie Wonder, Bryan Adams e Bruce Springsteen.Nos palcos alternativos, teremos as presenças de artistas como Boss Ac & Zé Ricardo + Paula Lima + Shout, Luis Represas & João Gil & Jorge Palma,Rui Veloso + Erasmo Carlos. O evento ocorre entre os dias 25 de maio e 3 de junho, prometendo ainda muitas emoções!

quinta-feira, 3 de maio de 2012

The Black Bullets em alto e bom som

Show no Pesqueiro apresentou duas novas: "O ouro e a prata" e "Última fé"
Foto: GN Não conheço muito The Who, mas a altura do som da galerinha do TBB chamou atenção, ou seria porque estava atrás da bateria? Bem, se o Tributo ao Pink Floyd chamava atenção para as guitarras, com os solos magníficos de Gilmour, e também para as backing vocals, o Tributo ao Led fez com que a molecadinha prestasse a atenção e curtisse os solos do baixo do Kejo e da bateria "duracell" do Léo. Coisa de louco! Logicamente há a espera que isso possa incentivar novos baixistas e bateristas na cidade. Até o formato, mais Led, mais rock mermo: som no talo, guitarras agudas, vocal nervoso do João (que canta igual ao Ozzy e ao Plant). >>>> Felipe encoberto pelo efeito psicodélico.. também não tava sozinho...Foto: GN
A primeira parte do show rolou vários sons, com destaque para o The Who, que ficou "lindo-lindo", perdi a "O ouro e a prata", que abriu o show e "Fortaleza". "Pedras e rancores" veio nervosa como é e como tem que ser, João lembrou "A perna esquerda do saci" (valeu João!) e o Filipim dedicou pra mim o som. Show de bola! A linha de baixo é incrível, presta atenção no vídeo que o pinheiro Aulas de Violão fez! As guitarras estão na dosagem certa. "Última fé" lembrou aqueles rocks dos anos 60, meio baladas... no final um solo maneiríssimo que começa com o Rômulo e o Felipe emenda... gostei. No intervalo deu pra dar um rolé, e sentir que todo mundo tava louco. A segunda parte trouxe Led, os classicões do led II, meu preferido, e outros sons, como "Kashmir". No final, War Pigs e... Confortably Numb (?), e a galera queria mais. Em uma noite insandecida, todo mundo tava louco, quem não tava ficou. A banda se apresenta no IV FIM, em Rio das Flores em junho. Ainda não divulgaram a música, mas será mais uma oportunidade de ouvir a sonoridade dos caras. >>>Falei com o Pinheiro, "essa molecada, não tá sozinha"... Léo e do lado dele, "entidade brilhando". Foto: GN

quarta-feira, 21 de março de 2012

CLUBE DA ESQUINA no Vitinho nesta sexta!

Rapaziada esperta faz homenagem ao estilo que influenciou diretamente a música valenciana e toda a MPB contemporânea

É sexta no Pesqueiro Boa Sorte com os melhores peixes da melhor qualidade com aquele limãozinho esperto e do mal! O guitarra Filipe Torres e Fabrício Santos falam sobre o espetáculo.
..Filipe Torres
"O movimento do clube da Esquina tem uma linguagem própria, que foi consolidada
com o lançamento em 1972, do disco "Clube da Esquina." A sonoridade, a elaboração e a originalidade fizeram deste um disco clássico na MPB. São tantos elementos novos, que, com o passar do tempo, foram se difundindo por toda nossa música. As letras das canções em geral nos mostram "cores" mais abstratas, diferente do que ocorria na tradição poética no Brasil. Quase não se vê estrutura de Romance ou de narrativas, na verdade sintetiza um pensamento literário.

A parte musical nos mostra porquê a música do clube foi parar nos quatro cantos do mundo. As orquestrações tem um caratér pessoal muito próprio, totalmente diferente da forma da tropicália ou da bossa nova. Mais impressionista, fazendo parte de uma história. Fazem a ponte com nosso povo americano de língua espanhola. Trazem uma África mineira, irmã dos congados, moçambiques e caiapós e tambus. Não do samba ou do Candomblé. São os primeiros a colocar, em alguns casos a percussão num volume mais alto que a própria voz.

Fazem a fusão do regional com o pop. Ouvindo não conseguimos localizar onde começa um e termina o outro. Esse procedimento tempos depois, passa a ser chamado World Music. A Harmonia através do Violão de Toninho Horta, do Milton, Wagner Tiso traz uma linguagem muito própria. O que chama a atenção de músicos como Pat Metheny, Herbie Hancock, Wayne Shorter. Todo esse conjunto denota a força do trabalho dos mineiros.

..MUNDO UNDER GROUND - "Como isso influenciou a musicalidade regional, Valença etc, no que vemos na MPB da noite".

...Fabrício Santos responde:
O clube da esquina foi um movimento musical que ao mesmo tempo que tinha uma veia regional através da ligação com a natureza, com o tipo de vida que se leva nas cidades do interior de Minas, as praças, igrejas, trem a vapor, fazendas e etc, também tinha uma forte influência de bandas de Rock como os Beatles, Yes e Genesis. Esse lado do movimento deu à musicas deles uma cara diferente das coisas que estavam sendo produzidas no Brasil na época e exerceu muita influência no repertório de música popular que é tocado na nossa região desde os anos 70 até os dias de hoje.

..MUNDO UNDER GROUND - "Nos fale sobre o projeto"

...Filipe Torres responde:
O Tributo surgiu da vontade que tínhamos de poder expressar todo essa clima mineiro.
O Clube da Esquina influenciou muito em nossas vidas, digo isso isso não apenas musicalmente. Mas até mesmo como uma questão de vida. As igrejas, montanhas, a receptividade, o modalismo... O clima de amizade entre nós sempre teve essa mesma energia do Clube, só resolvemos levar isso para as pessoas. E sinceramente, poucas coisas tem me dado tanto prazer quanto tocar essas canções. Levar o Tributo à Valença, no Pesqueiro, com todo o clima de natureza só nos deixa ainda mais anciosos.

...e aí o pessoal pergunta, o que que tem o Kurt a ver com isso? Eu respondo: ele admirava demais a música brasileira e fazia música própria, ajudando a moldar, a criar o grunge, assim como o Clube da Esquina o fez no seu estilo.

quarta-feira, 14 de março de 2012

4º FIM - Sabe fazer música própria???

Festival de Rio das Flores tem inscrições abertas em abril!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

"Pedras e Rancores" já rola na net!

Primeiro single da The Black Bullets disponível para download!

> Foto clássica de "cada um olhando para um lado fazendo uma coisa diferente". Imagem deve integrar encarte feito com esmero!

É baixar e espalhar por aí. Tirar xerox. Mostrar pro amiguinho da escola. "Pedras e rancores" é o primeiro single do álbum, provavelmente de título homônimo, a ser lançado dentro dos pxmos meses ou quiçá, dentro de alguns dias.

A capa imagino uma paisagem à lá Pink Floyd, mas deve ser a galera mesmo, de perfil, meio "pedras rolantes", meio THE BEATLES, meio PINK também... aquela embaçada do flautista nos portões do aurora.

>Rapaziada no estúdio: "como criança em parque de diversões"

Aliás, "O Espectro Espectador..." é curioso título da faixa de abertura, uma instrumentla com direito à teclado mágico do Cládio Morgado, supreendendo a expectativa quase certa que não haveriam participações extras no cast.
Bem, "Pedras e Rancores" traz a capa de divulgação bem linda, contemporânea, rememorando as artes do mangue beat, mesmo com a banda buscando em sua sonoridade, as grandiosas inflenciais sessentistas e setentistas.

> Felipe Martins, guitarrista, com cara de "Ih Caralho, Fudeu!", concentrando para os takes

A música é boa. O rockão que levou prêmio no Festival Regional CANTA RIO SUL (caberia perfeitamente em um disco do Barão Vermelho!) Baixo espetacular do Fred e bateria idem do "menininho novo que tá crescendo", Léo (?). Guitarras com solos interessantes. Efeitos show. Letra forte. Parece até que a música foi feita pra mim! "Dar um tiro na cabeça" e tal... já fico imaginando o segundo guitarista (ou seria o primeiro? ih... olha a polêmica aí!) Rômulo no show: "Giovanni, essa música é pra vc!" rssrrsrs

>Amuleto? Rômulo, guitarrista, usa camisa do Pink para dar sorte. Com certeza timbres à lá Gilmour não faltarão no LP!

Fred baixista (ex-baixista) se diz muito satisfeito com o resultado final. "Gravei 5 das 8 músicas. Eu e o Kejo utilizamos timbres diferentes, marcas diferentes, o que foi legal", explicou o mais novo integrante doe mestrado da UFRJ - ou seria UFF, ou UERJ, ou RURAL ? Por falar nisso PARABÉPENS ALEXANDRE FONSECA!
Compõem o disco: a popular "Fortaleza" que brilhou na voz de Cíbila, o rock (hard blues?) "How Long", e a minha preferida, cheia de guitarras, "Inviolável", e outras 3 que não sei o nome! Bem, expectativas pelo pxmo trabalho do rock valenciano.... novidades em breve!!! A música está no MYSPACE!

Sugestões, dicas, reclamações e ameaças de processo podem ser feitos pelo e-mail da gerência: kariocagi@hotmail.com

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Prêmio Zine Mundo Underground 2011

O Prêmio Zine Mundo Underground 2011 da Arte Valenciana teve os seguintes vencedores:

Melhor Poema Grupo Prana Puro: Camila Canedo
Contribuição ao Grupo Contracultura: Ana Gabriela Reis

Fotografia em Destaque: "Açougue da Vito Pentagna" de Igor Alecsander

Melhor Show: Pretinho dos Teclados no Democráticos
Melhor Show de Fora: Cre Tina (RJ) no Arte Valença em 22 de maio

Melhor Perfomance Individual:Maria Clara Mergener

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

ROLANDO NO MERCADO - "CHÃO" de Lenine

Achei bom, porém mais fraco que seu antecessor

Décimo álbum de sua carreira, "Chão" foi lançado meses atrás. Além do compositor, o álbum tem a produção de Bruno Giorgi e JR Tostoi. O pernambucano, assumidamente fã de orquídeas, usou como base para composição do disco o próprio chão e seus passos e ruídos. Prova disso é a música que abre o álbum e leva seu nome e que foi produzida com a participação de Lula Queiroga. Com dez músicas, o álbum ainda reúne parcerias com Carlos Rennó e Lucky Luciano. Além dos ruídos no chão, Lenine aproveitou sons da natureza e barulhos cotidianos, como o assobio de uma chaleira e uma motoserra.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

ROLANDO NO MERCADO - "BABE FLORIDA" lança segundo EP

Download gratuito tu faz no blog da Transfusão Noise Records!

Eu sou suspeito pa falar, pois sou fã do selo e de toda a galera que faz o "rock artesanal independente"(das guitarras aos trabalhos de capas dos CD's). O Babe Florida traz uma miscelânea de gente que tem banda no selo... vai lá e baixa, se quiser colecionar é só madnar e-mail e encomendar os trabalhos, bons, bonitos e baratos!
>>>
“Depois eu te explico melhor” é o segundo EP da Babe Florida, um coletivo de amigos (e possíveis melhores amigos) para gravações de pequenos roques. Além das canções curtíssimas e guitarras barulhentas já encontradas no EP de estréia “Vol. 1”, do ano passado, o novo trabalho conta com maiores variações nas vozes principais, e um coral de backing vocals em todas as faixas.
Formada em meados de 2009 por Lê Almeida e a nata da Transfusão Noise Records, a Babe Florida tinha como propósito inicial fazer algumas gravações, editar uns EPs e no futuro compilar tudo em um grande disco cheio. Agora o projeto também faz shows — uma zona de guitarras em roques que raramente passam de dois minutos.
Do 1º EP, “Pé de Amoras” rendeu um videoclipe baseado em um despretensioso role de skate.
Babe Florida é Lê Almeida, Evandro Fernandez, Wallace Costa, João Casaes, Leticia Cristina, Joab Régis, Bigú Medine, Marina Marchesan, Felipe, Thiago Werlang, Leticia Lopes, André Medeiros, Matheus Lopes e Paulo Casaes.
>>Do blog da Trans!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Guitarrista do Blues Etílicos toca sábado em Valença

CataVento faz workshop com Otávio Rocha

*Workshop sábado às 16h. *Show no pesqueiro do Vitinho às 21h.

Uma das propostas principais do Centro de Educação Musical CataVento, é a produção de workshops e cursos de especialização para músicos valencianos e da região Sul-Fluminense. Nossa cidade vive um grande momento com o circuito Rock e Blues, além da grande tradição da cidade em formar guitarristas. Assim, a CataVento lançou uma votação para a escolha de um grande guitarrista para realizar um workshop. Os músicos escolheram Otávio Rocha, grande guitarrista de blues integrante do famoso grupo “Blues Etílicos”, para vir a nossa cidade.

Otavio Rocha toca no Blues Etílicos desde sua formação. É uma referência na Slide Guitar no Brasil, e nesse período, gravou com nomes como Paulo Ricardo, Ed Motta, Mauricio Barros, Dodô Ferreira, Renato Russo,Milton Guedes e muitos outros, além de compor trilhas para novelas e filmes.
Está sempre presente na cena de blues carioca, gravando,produzindo e tocando com nomes como Mauricio Saadi, Alamo leal, Big Gilson, Flavio Guimarães, além de ter acompanhado o gaitista ganhador de grammy Charlie Musselwhite em sua tour no Brasil, em 2006.
Ano passado lançou o DVD de comemoração aos 25 anos do Blues Etílicos, alem de participar do evento Back to Black com Frejat e Taj Mahal e esse ano acabou de participar do Rock in Rio, com Ed Motta e Andreas Kisser, sempre com seu estilo de tocar slide guitar.
Banda:
Otávio Rocha - Guitarra e Voz
Ugo Perrota - Baixo
Beto Werther - Bateria
Cris Crochemore - Voz e Guitarra

Data: Sábado - 05/11/11
Local:
Workshop 16h - Espaço Cultural CataVento
Rua dos Mineiros, 143 - Centro
Valença/RJ
Valor: R$ 15

Show Otávio Rocha e Banda
Pesqueiro Boa Sorte
Ingressos antecipados: R$10

Preços promocionais para alunos da CataVento e para a compra dos dois ingressos.

Mais informações:
Tel.: (24)2452-4541
contato@cataventocem.com

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Prêmio Zine Mundo Underground 2011

Novas categorias: "Melhor Escrito do Prana Puro" e "Contribuição ao Grupo Contracultura"

O Zine Mundo Underground, através de seu blog, irá premiar o melhor escrito do GRUPO PRANA PURO a pessoa que melhor contribuiu para o "Grupo Contracultura", ambos do Facebook. Já informamos ao criador do mesmo, senhor Roberto Esteves, e esperamos eleger os 5 melhores escritos que irão concorrer ao voto popular. Você pode ajudar a escolher os 5 melhores escritos (ORIGINAIS, não vale COVER) postando abaixo os links de sua sugestão, ou transcrevendo o escrito preferido com o nome do autor. Dentre muitos nomes, há o da jovem Camila Canedo, de Wilson Fort, de Roberto Esteves, Carlos Brunno, Pedro Neto, entre outros grandes mestres da literatura valenciana! O melhor escrito ganha alguma coisa que não sabemos ainda. VALE LEMBRAR QUE É DE HOJE, DIA 26 DE OUTUBRO PRA TRAZ. Não vale criar só pra concorrer. É o zine MUNDO UNDERGROUND apoiando a ARTE em VALENÇA!

No grupo Contracultura, será considerado participação e conteúdo, sendo premiado este através das mãos do criador do grupo, sir Alexandre Fonseca.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

PREMIADOS VMB 2011

Criolo levou Melhor Música, Melhor Disco, Revelação e foi o grande vencedor da noite


-MELHOR DISCO:
"Criolo" - "Nó Na Orelha" - Surpresa entre os indicados, talento percebido pela ACADEMIA

-CLIPE DO ANO
"Emicida" - "Então Toma" (acertamos!) - Música show. Clipe maneiríssimo! Só vendo pra crer!

-ARTISTA DO ANO (acertamos!)
"Emicida" - Apesar de Criolo ter levado 2 prêmios, Emicida foi reconhecido por sua luta, sua jornada e belo trabalho, apesar de Marcelo Camelo ter feito uma boa turnê e um disco bom e Jeneci se destacado em muitos lugares com seu excelente disco e shows, e Nx Zero só lançando um "disco diferente" (seguindo a linha de alguns artistas americanos que ando misturando estilos - ideia que é difícil dar certo pra mim, mas que tem dado o resultado esperado por eles).

MELHOR MÚSICA
"Criolo" - "Não Existe Amor em SP" - Uma letra forte que venceu uma outra poética, "FEITO PRA ACABAR" de Jeneci. Não conhecia, gostei, valeu o prêmio.

-MELHOR CAPA
"Tiê" - "A Coruja e o Coração" - Capa desenhada a partir de uma fotografia de Tiê tomando café. Assim como outras capas indicadas, sai da tendencia de colocar o artista, ou a banda em destaque.

Melhor capa, Tiê com "A Coruja e o Coração"

-REVELAÇÃO
"Criolo" - Misturando rap, com toques de MPB e samba, o ano foi de Crilo ainda não tão conhecido no restante do Brasil.

-APOSTA
"Tono" - Não conheço, mas parece ser legalzinho, dessa linhagem da chamada "NOVA MPB".

Tono, da nova Música Popular Brasileira, levou APOSTA.

>>>>Categorias que o público pode votar pela Internet abaixo.

-Artista Internacional:
"Lady Gaga" - Achei que fosse dar kate Perry, mas como é o público que vota, nem vou falar mais nada.

-Hit do ano:
"CW7 - Me Acorde pra Vida" - Pop rock básica. Ganhou mais votos dos internautas e levou.

-Webclipe (clipes feitos para a internet:
"Banda Uó - Shake de Amor" - Foi a coisa mais doida do prêmio. Se vai ser lembrada ano que vem não sabemos, mas achei no mínimo "bizarro". Bem estranho! Um ritmo novo que mistura um monte de coisa... seria algo como "Prodigy do terceiro mundo".

Banda Uó: "Prodigy do terceiro mundo ?"

-Webhit (os videos mais presentes na internet, e-mail etc):
"Sou Foda" - meu irmão ouve isso direto no "novo-mp3-player-grandão"